Blog / Site cria sistema para empreendedores abrirem suas empresas grátis



O volume de novos empreendedores só aumenta no Brasil.  A Unitfour, empresa que  capta, trata e armazena dados públicos de pessoas físicas e jurídicas para formar base de dados sobre o mercado de trabalho, detectou um crescimento na casa dos 20% no número de empresas abertas em 2016 no comparativo com 2015.

E para toda essa força de trabalho não basta ter uma boa ideia para iniciar um empreendimento, mas a regularização também é fundamental. No entanto, abrir uma empresa oficialmente leva tempo e dinheiro, o  que acaba desanimando muitos novos empreendedores – que, em muitos casos, possui um capital bem limitado quando iniciam as suas atividades. Um contador pode cobrar honorários que alcançam uma média de R$ 1000 para esta abertura de empresa, dependendo do escritório contábil contratado.  

Pensando em ajudar aqueles que estão criando as suas empresas o Contabfácil, ferramenta online que trata de toda a contabilidade de empresas do Simples Nacional, Profissionais Liberais e MEI, está ajudamos todo o processo de criação de uma nova empresa de forma gratuita:

“A maioria dos novos empresários conhecem apenas do seu negócio e a burocracia acaba assustando no começo. Para os clientes Contabfácil, nós preparamos toda a documentação para que o empreendedor só precise pagar as taxas e protocolar os documentos, levando-os aos órgãos competentes. Desta maneira quem está começando tem um alívio financeiro!” explica Marco Rodrigues, presidente do Contabfácil.

A iniciativa vale para empreendedores que se associarem ao sistema de contabilidade online criado pela empresa

Confira como funciona a abertura de empresa grátis
1º passo: Elaboração do Contrato Social e registro na Junta Comercial
O Contrato Social é o documento que define as atividades da empresa, quanto cada sócio participa no capital da empresa, em qual ramo está inserida (comércio, indústria ou serviços) dentre outras informações relevantes. Marcos Rodrigues explica que este documento geralmente precisa do visto de um advogado, mas para as micro e empresas de pequeno porte esta assinatura é dispensada, conforme prevê o Estatuto da Micro e Pequena Empresa (artigo 9º § 2º da Lei Complementar 123/06).

2º passo: Obtenção do CNPJ na Receita Federal
Nesta etapa, o empreendedor precisa cadastrar a sua empresa como contribuinte no site da Receita Federal, por meio do DBE – Documento Básico de Entrada.

3º passo: Obtenção da Inscrição Municipal (CCM) na Prefeitura
Para as empresas prestadoras de serviços, deve-se fazer o registro na Prefeitura do Município em que sua empresa está localizada. Algumas cidades permitem que este cadastro seja feito pelo próprio site, mas outras exigem que o empresário compareça pessoalmente para fazer o preenchimento dos documentos.

Foto: Pixabay

 

 

Newsletter