Blog / Bolsonaro promete reforma tributária inspirada no governo Trump



Antes de embarcar para Israel, o presidente Jair Bolsonaro fez postagens nas redes sociais defendendo mudanças no sistema tributário, reduzindo impostos para as empresas. “Está em estudo por parte da equipe econômica, a exemplo do que o Trump fez nos EUA ao reduzir os impostos. Ele catapultou a economia. Essa é intenção da equipe e ela está estudando essa possibilidade”, disse. Resta saber como ele pretende conduzir uma redução de imposto se as contas públicas estão desequilibradas e, portanto, isso só será possível se ele for bem-sucedido na aprovação de uma reforma robusta da Previdência.

Ele deu pistas por onde passará a reforma tributária. Ele escreveu que, desde 1995, o Brasil não cobra Imposto de Renda sobre dividendos (parcela do lucro distribuída aos acionistas de uma empresa), “na contramão da prática internacional”. “A ideia seria a troca da cobrança de Imposto de Renda sobre os dividendos. Atualmente, as empresas do Brasil que lucram mais de R$ 20 mil por mês pagam 25% de Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e 9% Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CS), totalizando 34%”, escreveu.

Ao ser questionado sobre a burocracia, Bolsonaro reconheceu que é preciso reduzi-la. “A equipe econômica já tem tomado algumas providências nesse sentido. O Brasil é um país difícil de fazer negócio. Queremos diminuir esse ranking. Estamos em 119º , se eu não me engano, e queremos diminuir esse ranking (do Banco Mundial) para facilitar a vida não só de quem quer investir de fora e como quem está lá dentro poder empreender também”, concluiu.

O presidente reafirmou que pretende viajar para um país árabe do Norte da África no segundo semestre. Outros dois destinos estão definidos: China, ainda sem data, e Japão, no fim de junho, quando participará da reunião de cúpula do G20, grupo das maiores economias desenvolvidas e emergentes. O encontro ocorrerá em Osaka, entre 28 e 29 de junho.

Fonte: O Estado de Minas

Comentários Facebook

Newsletter